Notícias

notícias

Entrevista

Entrevista

Certificado digital para servidores públicos federais de forma rápida e 100% online

Secretário Wagner Lenhart, do Ministério da Economia, fala sobre parceria com o Serpro para emissão de certificados pelo Sigepe, procedimento que se destaca neste momento de pandemia e distanciamento social
Wagner Lenhart  (foto: assessoria de imprensa)
by Comunicação do Serpro — 22 de may de 2020

Desde o ano passado, a União conta com uma modalidade especial de emissão de certificados digitais para seus servidores. De forma simples, rápida e 100% online, o usuário faz uma solicitação via Sistema de Gestão de Pessoas do Governo Federal (Sigepe), aguarda autorização de sua chefia imediata e pronto: basta fazer a instalação do certificado em sua máquina e começar a usar.

Em entrevista exclusiva ao Portal do Serpro, o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, Wagner Lenhart, falou sobre a origem desse projeto, seus resultados, a parceria com o Serpro e como o novo método de emissão está sendo importante para o governo neste momento de pandemia e distanciamento social.

Confira a entrevista completa.

Portal Serpro - Como surgiu o projeto de emissão de certificados via Sigepe?

Wagner Lenhart - A ideia inicial do projeto de certificado digital via Sigepe surgiu no início do ano de 2017. A motivação era promover a redução no custo do certificado digital e consequentemente massificar sua utilização nos mais variados sistemas de governo, visando aumentar a segurança no acesso e utilização dos sistemas. O início do projeto-piloto ocorreu no segundo semestre de 2019, quando as implementações sistêmicas ficaram prontas.

Vale destacar que, quando a Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal (SGP) do Ministério da Economia (ME), implementou esse projeto, focando em eficiência e economia, jamais imaginou que num momento como este de pandemia, a modalidade de emissão remota teria uma grande utilidade e aderência à realidade atual de distanciamento social e trabalho remoto em massa.

Portal Serpro - O Ministério tem alguma estimativa de economia de custos ou redução do preço do certificado emitido via Sigepe?

Wagner Lenhart - No modelo atual, o certificado digital custava em torno de R$ 120,00. No modelo Sigepe, o custo foi reduzido para R$ 89,90. Entretanto, é preciso destacar que quando se emite um certificado pelo modelo tradicional existem outros custos envolvidos, como o custo da mídia (token), o custo de deslocamento do servidor até a autoridade de registro (AR) e o tempo gasto nesse processo de deslocamento. Considerando o custo atual da mídia de R$ 13,00 e o valor aproximado de R$ 20,00 para um deslocamento até a AR, temos um total de R$ 153,00 para emitir um certificado tradicional, o que nos leva a uma redução de 41% no valor do certificado quando utilizado pelo modelo Sigepe.

Portal Serpro - A emissão de certificados digitais dentro do governo ficou mais rápida?

"é um grande avanço na desburocratização do governo brasileiro [...] e reforça nossa parceria, unindo esforços na modernização do Estado"

Wagner Lenhart - A emissão passa a ser concluída em poucos minutos. O que antes demandava deslocamento do servidor, agora pode ser feito de maneira online. Vários órgãos estão buscando contrato de fornecimento de certificados com o Serpro para utilizarem essa facilidade que o Sigepe oferece.

Portal Serpro - Qual o balanço do projeto. Houve aumento da adoção de certificados digitais no interior do Brasil, em lugares que antes não contavam com Autoridades de Registro?

Wagner Lenhart - Sim, neste momento de pandemia, tivemos algumas emissões realizadas através do Sigepe em diversas cidades do interior, sem a necessidade de deslocamento dos solicitantes, economizando tempo e recursos para o Estado. Até o momento, mais de 800 certificados digitais já foram emitidos remotamente em todo o Brasil. E cerca de 15 órgãos públicos federais já estão cadastrados para fazer essa emissão pelo Sigepe.

Portal Serpro - Como você avalia os resultados do projeto hoje?

Wagner Lenhart - Esta implementação do Sigepe, em parceria com o Serpro (no papel de Autoridade Certificadora), é totalmente paperless e é um grande avanço na desburocratização do governo brasileiro. O Serpro é nosso parceiro no desenvolvimento do Sigepe e reforça nossa parceria, unindo esforços na modernização do Estado.

Contato