Notícias

notícias

Artigo

Colaboração

Como conectar a inteligência e a criatividade nas organizações?

Ferramentas colaborativas impulsionam a produtividade em instituições públicas e privadas
Imagem de pessoas montando um quebra-cabeças sobre uma mesa de madeira
por Comunicação Institucional do Serpro — 31 de janeiro de 2019

Estamos na era da colaboração. Um novo tempo caracterizado pela inteligência conectada em rede num sistema de colaboração em massa. Uma época capaz de promover transformações profundas nas estruturas das organizações. São mudanças que envolvem, claro, maior produtividade, mas vão além disso e incluem a interação criativa de funcionários em diferentes localizações geográficas; maior conexão com os públicos que agregam valor ao ecossistema empresarial, como clientes, parceiros e fornecedores; e também uma experiência de trabalho mais prazerosa que a de gerações anteriores.

Essas são algumas das conclusões presentes no livro "Wikinomics: Como a colaboração em massa pode mudar o seu negócio", de Don Tapscott e Anthony D. Williams. Os autores juntam-se a um crescente número de pesquisadores que estudam os impactos da cultura colaborativa na produção e gestão do conhecimento organizacional, incluindo aí as tecnologias que favorecem a adoção destas práticas.

Se, antes, o modelo tradicional de trabalho estava limitado por relações que se desenvolviam basicamente de forma presencial ou por telefone, hoje a história é outra: o conhecimento e a criatividade estão livres para circular pelas organizações; e as pessoas podem unir suas habilidades, independentemente da proximidade física, para que capacidades complementares atuem na solução de problemas e geração de riqueza. Para os especialistas, a colaboração tornou-se uma questão de sobrevivência em um mundo de competição global e no qual a complexidade das tarefas cresce exponencialmente a cada inovação que chega para transformar e reinventar a realidade.

Ferramentas colaborativas

É nesse ponto que entra em ação o poder das tecnologias da informação, ao fornecer um conjunto de soluções que favorecem a emergência de uma inteligência coletiva, uma força capaz de ampliar a capacidade de geração de conhecimento e de inovação dentro das organizações.

Chamadas de ferramentas colaborativas, possuem funcionalidades como: compartilhamento e edição em grupo de textos, imagens e vídeos; mecanismos de comunicação direta, seja por mensagens e comentários ou por videoconferências, pelo desktop ou via dispositivos móveis; agenda compartilhada; mapa de tarefas em tempo real; entre outros.

Na prática, configuram-se como um ambiente de comunicação multidirecional, uma plataforma que articula ideias e vontades, e possibilita que um grupo de pessoas produza, em rede, um valor superior aquele que geraria se cada indivíduo atuasse isoladamente. Por meio delas, cada membro pode acompanhar o andamento do trabalho dos demais integrantes da equipe, visualizando o status das tarefas cumpridas, daquelas ainda em execução e dos resultados que cada atividade já produziu.

Esse tipo de configuração evita o retrabalho e garante um envolvimento maior de todos, que passam a compreender melhor o sentido de suas atividades individuais dentro do escopo dos projetos, e a contribuir com ideias em questões que inicialmente estariam fora de sua alçada regular de atuação. As ferramentas colaborativas garantem também um melhor gerenciamento de pessoas, já que os líderes passam a ter uma visão panorâmica do trabalho em desenvolvimento, sendo capazes de agir com mais assertividade na delegação das tarefas.

Uma solução completa para governo

Desde o fim do ano passado, o Serpro oferece aos seus clientes uma completa plataforma de comunicação e colaboração, desenvolvida em parceria com a Zimbra, fabricante mundial em soluções de e-mail, e com a Google, empresa multinacional de serviços on-line e software.

Trata-se do Serpro Teamwork, uma solução voltada para clientes de governo que necessitam de um ambiente híbrido de colaboração, mas que não querem abrir mão de todas as camadas de segurança encontradas apenas dentro de um data center localizado em território nacional e com administração governamental.

Com uma interface amigável, altos níveis de segurança da informação e facilidade de uso e manutenção, o Serpro Teamwork oferece diversas vantagens como ganho de tempo nas atividades cotidianas, redução de custos com deslocamentos e fluxo de documentos físicos, por exemplo, e maior capacidade de mobilização de equipes, que não precisam estar no mesmo local para coordenar seus esforços.

Infográfico com as funcionalidades do Serpro TeamWork

Parceria

A parceria com a Google foi baseada na lei 13.303 (Lei das Estatais), o que propiciou a cocriação de uma arquitetura e IdaaS (identity manager as a service) capazes de oferecer todas as garantias elencadas pelos órgãos governamentais.

Um dos benefícios do uso da Lei 13.303 é a inexistência de upfront financeiro. Isso significa que o Serpro só repassa recursos financeiros aos parceiros à medida que a solução é comercializada. Dessa forma, todos os atores da parceria participam ativamente da empreitada, atuando não só no suporte técnico mas, também, com a elaboração de estratégias de vendas e na exploração de novos mercados.

Quer o Serpro Teamwork em sua instituição?

O Serpro Teamwork está disponível para venda e a contratação é direta, por dispensa de licitação, com base no inciso XVI, do artigo 24 da Lei n° 8.666, de 1993. Quer saber mais detalhes da solução e avaliar os potenciais impactos em sua instituição? Entre agora mesmo em contato pelo e-mail .

Contato