Notícias

Geral

Integração

Frota de veículos do Mercosul terá placa padrão

por Comunicação Institucional do Serpro - Brasília — 06 de novembro de 2017
Denatran e Serpro reúnem-se com países do bloco para tratar do intercâmbio de informações veiculares e da nova placa Mercosul

Representantes do Mercosul estiveram na Sede do Serpro para a X Reunião do Grupo Ad-Hoc para Elaboração e Implementação da Placa Mercosul. A reunião foi coordenada pelo Ministério das Cidades, em conjunto com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e Ministério das Relações Exteriores.

A diretora-presidente, Glória Guimarães, fez a abertura da reunião, reforçando a parceria entre Serpro e Denatran na condução do desenvolvimento das soluções de trânsito.

O superintendente de Relacionamento com Clientes do Serpro, Bruno Vilela, esclareceu que, nesse primeiro momento e por demanda do Denatran, as discussões entres os países visam o intercâmbio de informações. A ideia é que cada país adapte e torne seus sistemas de gestão, ainda que independentes, interoperáveis com os demais. Além de regularização de toda a frota nacional, a padronização facilitará o trabalho dos agentes de trânsito na averiguação de veículos estrangeiros em circulação em outro país. Com o padrão, somam-se ao lacre, novos itens de segurança como película tridimensional e QR Code.

Vilela lembra que o Brasil já passou por uma renovação do emplacamento no ano de 1990, quando as antigas placas amarelas foram substituídas pelas atuais de cor cinza. O superintendente estima que os 95 milhões de veículos emplacados comecem, de forma gradual, a ser padronizados entre 2019 e 2020, começando pelos veículos zero km.

Argentina e Uruguai já padronizaram sua frota e a experiência servirá para os demais países. O técnico de Comunicação Social do Congreso de Intendentes do Uruguai, César Acosta, destacou que seu país padronizou o emplacamento de veículos em um ano e, desde 2006, adota o padrão Mercosul em seus 2,5 milhões de veículos.

Contato