Notícias

notícias

Notícia

Evolução

Transformação digital reforça necessidade de celeridade das empresas

Serpro esteve presente em evento que focou a evolução tecnológica para facilitar a vida do cidadão
Mesa de abertura com presença de autoridades e da presidente do Serpro
por Comunicação Institucional do Serpro — 05 de setembro de 2018

A diretora-presidente do Serpro, Glória Guimarães, participou da Expo TIC Brasília 2ª edição, evento focado na temática "Transformação Digital - Tecnologia e Negócios". O encontro aconteceu no dia 4 de setembro, em Brasília.

Na mesa de abertura, pela manhã, a dirigente destacou que o momento é uma importante oportunidade para se discutir esse caminho sem volta que é o universo digital. "As empresas hoje têm que ser muito rápidas, entregar seus serviços e soluções com a celeridade exigida pelo mundo digital, cada vez mais enraizado no cotidiano de todos. Não podemos perder as oportunidades de negócios que aparecem e temos que ser ágeis nas respostas", disse.

Glória destacou que, hoje, o Serpro realiza trabalhos voltados para a inovação e estimula suas equipes a desenvolverem soluções, tanto interna quanto externamente, nesse contexto. Destacou que com esses novos modelos de atuação, a empresa tem uma gama de serviços que surgiram ao longo deste ano. "A CNH Digital, primeiro registro de identificação nacional válido já disponível; o CRLV, lançado na semana passada; o Imposto de Renda na 'palma da mão'; o e-Processos, que possibilita acompanhar questões da Receita Federal no seu mobile. Enfim, a gente tem investido fortemente em atender ao cidadão brasileiro cumprindo nossa missão de conectar governo e sociedade. A nossa prioridade, juntamente com os órgãos de governo, é entregar produtos para facilitar a vida do cidadão com mais aplicativos que possam ser disponibilizados no celular", falou a diretora.

A presidente pontuou, também, o Datavalid, solução criada pelo Serpro para confirmar informações de cadastro, identidade e biometria de imagem dos clientes, potenciais clientes, empresas e que valida os dados direto nas fontes de informações do governo, minimizando os riscos de fraude. Na ocasião, Glória enfatizou que a empresa tem autorização legal para trabalhar com dados assim como a Dataprev. "Não vendemos dados, o cidadão deveria se sentir muito mais protegido quando esse dado vem do Serpro ou da Dataprev. Nós fornecemos a segurança de que esses dados estão sendo utilizados pelos órgãos de governo para benefício do cidadão e para a melhoria do ambiente de negócio", finalizou.

Facilitar a vida do cidadão

O secretário de Tecnologia da Informação e Comunicação, do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Luis Felipe Salin Monteiro, sintetizou as falas dos demais integrantes da mesa de abertura do evento: tornar o Brasil cada vez mais digital. Segundo ele, o fazer diferente é o cerne da transformação digital, que contribui para aprimorar o relacionamento do governo com o cidadão e alavancar o desenvolvimento do país.

"O mundo digital exige que nos adaptemos e sejamos céleres nesse processo digital evolutivo. As empresas que não se adaptarem serem extintas. O governo federal tem que buscar cada vez mais facilitar a vida do cidadão, oferecendo serviços que diminuam a burocracia, o que trará economia e agilidade. Hoje temos contabilizados 1.740 serviços que o governo faz para o cidadão. Desses, ainda, 1.193 não são digitais e precisam de investimentos para promover esse processo de transformação digital. As plataformas compartilhadas estão ajudando a tornar esse objetivo uma realidade. O GovData, o DNI, o ConectaGov são alguns exemplos de compartilhamento. O cidadão é um só e quer nos enxergar como um único governo que ofereça soluções para desburocratizar sua vida", comentou o secretário.

Na parte da tarde, o Serpro participou do Painel 2: “Big Data, Analytics e Qualidade de Serviços” e do Painel 3: “Segurança em Nuvem: Autenticação e Biometria”, sendo representado por Rodrigo Hjort, gerente de Experimentação de Tecnologias Digitais, e Tiago Iahn, da Divisão de Engenharia e Segurança para Centro de Dados, respectivamente.

O evento foi direcionado a executivos, gerentes, supervisores e profissionais da área e apresentou painéis e palestras, com foco nos temao: serviços em nuvem, transformação digital de serviços públicos, Blockchain, DevOps, inteligência artificial, computação cognitiva e cidades inteligentes.

Marcaram presença na abertura do evento, o presidente da Telebrás, Jarbas José Valente, o presidente da Dataprev, André Leandro Magalhães, o vice-presidente de Tecnologia do Banco do Brasil, Antônio Gustavo Matos do Vale,  o vice-presidente da Caixa, José Antônio Eirado Neto, o secretário de Política de Informática do MCTIC, Thiago Camargo Lopes.

 

 

 

Contato