Notícias

General

Trânsito

CNH passa a ter QR Code para evitar falsificações

por Comunicação Empresarial do Serpro - Brasília — 09 de maio de 2017
Carteiras de motorista emitidas em maio já estão com nova tecnologia de segurança desenvolvida pelo Serpro para o Denatran

Glória Guimarães participou da coletiva de lançamento em Brasília

Os motoristas que tirarem ou renovarem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), a partir deste mês de maio, vão receber o documento com um novo item de segurança. O QR Code Lince é uma nova tecnologia do Serpro, desenvolvida para o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e lançada, nesta terça-feira, dia 9, no Ministério das Cidades. O código bidimensional, além de garantir autenticidade, agilidade e praticidade na identificação dos dados de condutores de veículos, busca evitar a ocorrência de fraudes e falsificações do documento.

Um total de mais de 350 mil carteiras de habilitação já foram impressas com o QR Code desde o início de maio. "Em um universo de cinco anos, os condutores já terão a sua carteira de motorista com o novo código", projetou o diretor do Denatran, Elmer Vicenzi, enfatizando que as habilitações válidas não precisam ser trocadas e que o modelo antigo da CNH, com validade de cinco anos, será substituído gradativamente, quando os documentos necessitarem ser renovados.

CNH com QR Code

Segundo a diretora-presidente do Serpro, Glória Guimarães, o QR Code é uma tecnologia baseada em criptografia que armazena dados biográficos do motorista contidos na habilitação. "A solução que desenvolvemos é uma combinação entre texto e imagem em um código bidimensional. O QR Code é pessoal de cada motorista e está armazenado em um banco de dados em que combinamos a foto e os dados da pessoa, evitando, assim, possíveis falsificações", afirmou a diretora-presidente.

De acordo ainda com Glória, os dados criptografados contidos no QR Code são verificados e validados pelo aplicativo Lince, também desenvolvido pelo Serpro e disponível para os sistemas operacionais iOS e Android. "Com o Lince, qualquer pessoa vai poder validar as informações do condutor na CNH, inclusive foto, usando apenas um smartphone. Tudo isso sem precisar digitar qualquer informação e sem a necessidade de acesso à internet. Para os agentes de fiscalização, em breve será possível também checar dados sobre o veículo e infrações cometidas pelos condutores", ressaltou Glória.

Para Elmer Vicenzi, o QR é um código de resposta rápida e o principal elemento de segurança para poder fazer a conferência da imagem dos condutores. "A conferência da carteira de motorista era feita antes pela internet, somente, por meio dos dados biográficos e não das fotos dos condutores, ou entrando em contato com a base do agente de fiscalização de segurança pública. Com a implementação dessa tecnologia, será possível que todos, não só os agentes de segurança e fiscalização de trânsito, mas qualquer cidadão, inclusive estabelecimentos comerciais, como bancos, cartórios, empresas de locação de veículos, possam verificar a validade do documento", explicou o diretor do Denatran.

"É uma grande satisfação compartilhar com a sociedade melhorias dos instrumentos de gestão da administração pública, que proporcionam facilidades para a população brasileira e que tornam os nossos processos mais seguros e mais aderentes aos avanços tecnológicos. Agradeço ao Serpro, que muito nos auxilia nos processos de gestão do estado", concluiu o secretário-executivo do Ministério das Cidades, Marco Aurélio Queiroz.

Contato