Notícias

Geral

Gestão de pessoas

Equipe do Sigepe faz balanço do projeto

por Comunicação Social do Serpro — última modificação 29/11/2016 10h50
Desde 2012, sistema mobiliza equipes do Ministério do Planejamento, Serpro e Dataprev
Sigepe.jpeg

Encontro foi realizado em Brasília, com conexão por videoconferência para outras localidades

Gestores e desenvolvedores do Sistema de Gestão de Pessoas (Sigepe) do Governo Federal reuniuram-se nesta sexta-feira, dia 18 de novembro, para realizar um balanço de quatro anos da solução. O encontro realizou-se por videoconferência e reuniu equipes de Brasília, Curitiba, João Pessoa, Natal, Recife e Salvador, com participantes de três órgãos públicos – o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP), gestor do sistema, e as estatais responsáveis por seu desenvolvimento, Serpro e Dataprev.

O secretário-adjunto de Gestão de Pessoas e Relações do Trabalho no Serviço Público do MP, Fernando Siqueira, destacou a complexidade da tarefa de desenvolver um sistema como o Sigepe. "Não há outro projeto com tantos pontos de função ou valores envolvidos", disse. A iniciativa de realizar o encontro foi elogiada por Siqueira, uma vez que, segundo ele, com o lançamento de novos módulos, esse é um momento crítico do projeto, perfeito para realizar uma auto-avaliação.

André Lago, coordenador do projeto no Serpro, apresentou, junto com Leonardo Leite, da área de desenvolvimento do Serpro em Curitiba, uma retrospectiva sobre o que foi feito até agora. De acordo com eles, em quatro anos, foram lançados 17 releases do sistema, incorporando diferentes módulos e melhorias, como os módulos de Ações Judiciais e de Pensão Alimentícia. Os trabalhos foram realizados sempre dentro do escopo do consórcio formado por Serpro e Dataprev, que divide as tarefas de desenvolvimento em uma proporção de 70 e 30%, respectivamente.

Futuro

O coordenador-geral de Soluções de TI do MP, Renan Gaia, apontou os próximos passos do projeto. Entre os principais módulos a serem introduzidos no sistema em 2017, estão o módulo de seleção de pessoas, de avaliação e desempenho e previdência complementar. Outras soluções estão previstas para o Sigepe, garantindo a continuidade de seu desenvolvimento até 2021.

Merched de Oliveira, diretor de Sistemas de Gestão de Pessoal do MP, diz que a visão do ministério para o futuro do Sigepe implica a modernização das áreas gestoras e dos servidores que farão a operação do sistema.

O que é o Sigepe?

O Sistema de Gestão de Pessoas do Governo Federal foi lançado em 2012 como um moderno substituto de soluções de administração de pessoal já existentes, como o Siape. Ele é responsável por administrar os eventos funcionais de 1,65 milhão de servidores, aposentados, pensionistas, anistiados e instituidores de pensão. Emite 1,36 milhão de prévias de folha de pagamentos e contracheques na internet e em plataforma mobile, recebendo 1,1 milhão de acessos mensais. O sistema credita salários e benefícios em 12 mil agências bancárias e processa 5 milhões de consignações em folha de pagamento.

Contato